Começando o meu bullet journal.

IMG_0229

Apenas no começo desse ano eu conheci o que era bullet journal e simplesmente me encantei com a ideia, e vou falar aqui para vocês como comecei a fazer o meu.

Primeiramente, eu era adepta de agendas desde que me entendo por gente, mas nunca conseguia terminar uma, e sempre comprava outra para o ano seguinte. No começo desse ano, comprei um planner. A minha intenção é planejar minhas atividades para aproveitar mais os meus dias da semana, fazer as coisas que gosto, cuidar dos afazeres de casa, escrever para o blog, ler, descansar nas horas certas, enfim… fazer tudo o que tenho para fazer de maneira organizada e não perder meu tempo procrastinando.

IMG_8365

Mas o que é um bullet journal, para você que, talvez, ainda não saiba!?

Bujo, como também é chamado, é um sistema de organização personalizável que se espalhou pelo mundo inteiro e tem ganho cada vez mais adeptos, pessoas que, como eu, sempre faziam listas dos seus afazeres e querem se organizar melhor. Essa técnica foi criada por um designer, chamado Ryder Carroll (www.bulletjournal.com), e você pode utilizar em qualquer caderno que tenha em casa para anotar o que você quiser. Você só precisa de uma caderno, caneta e suas ideias para começar.

IMG_0230IMG_0231

Você pode usar para planejar as suas atividades, anotar compromissos e eventos do mês, tudo o que anotava na agenda padrão, mas do seu jeito. Pode usar como diário para escrever o que quiser, fazer colagens com adesivos, fotos, recortes de revistas, inspirações. Como eu fiz no meu, escrever suas idéias, fazer esboços e listas das coisas que mais gosta, como filmes e séries que está assistindo para não de perder. Enfim, eu tenho usado o meu para fazer listas de tudo e estou simplesmente amando!

IMG_0235IMG_0236

Além de ser uma ferramenta eficiente que pode ajudar na sua organização, usar o bujo, ainda é uma terapia. Eu adoro chegar no momento do dia em que vou atualizar as minhas páginas com as metas que consegui cumprir, quando vou atualizar minhas listas e decorar as próximas páginas e isso me estimula a querer cumprir tudo o que escrevo lá. E essa questão de poder fazer de maneira personalizada, de acordo com as suas necessidades, é simplesmente genial. Além de ser divertido decorar as páginas, ainda estimula a criatividade.

Eu ainda não deixei totalmente de usar o meu planner, uma vez que já tinha comprado ele para esse ano e eu também adoro ele. Ainda estou fazendo minha lista de atividades gerais da semana nele, pois as páginas são compatíveis e estou usando o bullet journal para escrever o que não era possível no planner, pois o espaço nas folhas é muito específico,  e ambos se completam para mim. No entanto, não aconselho muito que você faça o mesmo. É mais eficiente optar por um só. Em breve usarei só o bujo, que atende melhor às minhas atividades. E cada um é quem vê quais são as suas necessidades, e uns podem gostar mais de usar planner do que bullet journal, ou vice-versa.

IMG_0233IMG_0232IMG_0234IMG_0239IMG_0240foto 2_bujoIMG_0241

Bom , depois de comentar sobre a minha opinião e falar um pouquinho do que se trata, vou falar como eu fiz para começar o meu. Se eu fosse começar agora, no entanto, faria um pouco diferente. Depois que eu já estava fazendo o meu bullet journal, fui pesquisar mais sobre a ferramenta, e hoje, vejo que é preferível você, primeiramente, entender como ela funciona. E eu realmente recomendo que você visite o site do criador, Ryder Carroll (www.bulletjournal.com). Lá você encontra toda a informação para compreender como a técnica funciona, inclusive todos os conceitos e termos utilizados, e que eu cito alguns abaixo.

Mas, como esse primeiro post é para falar da minha experiência, como eu fiz para iniciar o meu, acho que os comentários abaixo são válidos e também poderão lhe ajudar!

1. Escolhi o caderno e as canetas que eu iria usar (Resolvi usar um caderno antigo com a capa de veludo vermelha que estava aqui em casa. Era do meu marido e ele nunca havia usado. Dei uma repaginada nele com fita e adesivo de coração). Como era o primeiro, e eu não tinha muita habilidade, não quis comprar um caderno novo para começar. Você pode usar qualquer caderno que tenha em casa também; Comprei apenas umas canetas coloridas em gel, porque queria fazer ele bem colorido.

2. Comecei a pesquisar ideias de como fazer a capa e demais páginas no Pinterest e até criei uma pastinha lá no meu para compartilhar o que mais gostava. Acho que esse é o melhor lugar para se inspirar, mas gosto de seguir vários perfis no Instagram também. Depois posso indicar meus perfis preferidos aqui, num próximo post;

3. Fiz uma lista (hahah!) de todas as páginas que eu queria fazer nele, de acordo com as minhas atividades (Algumas foram surgindo depois e não está exatamente nesse ordem, nem com esses títulos, e ainda quero acrescentar outras, mas assim achei mais organizado para recomendar a vocês). Então, no próximo, farei assim:

  • Capa
  • Legenda
  • Index
  • Future log

Pessoais

  • Conquistas de 2017
  • Metas para 2018
  • Wishlist
  • Lugares visitados
  • Lugares que quero visitar
  • E-mails e redes sociais
  • Contatos importantes
  • Séries e filmes
  • Receitas favoritas
  • Citações, frases favoritas
  • Coisas pelas quais sou grata
  • Coisas que quero aprender
  • Coleção de washi tapes

Blog

  • Idéias de posts para o blog
  • Posts do blog
  • Blogs e sites favoritos
  • Estilos e tendências favoritas
  • Brain Dump (mood board com várias ideias misturadas)

Home

  • Atividades fixas diárias
  • Atividades fixas semanais
  • Atividades fixas mensais

Monthly logDaily log*

  • Calendário mensal com todos os eventos, compromissos do mês
  • Atividades semanais, posts da semana no blog, próxima semana, notas
  • Memórias

4. *Reservei um dia na semana para criar novas páginas, e atualizo as páginas já existentes aos pouquinhos, durante a semana e quando tem algo novo para acrescentar. Estou pensando em começar a fazer tudo nele a partir de maio, inclusive o planejamento mensal e semanal (monthly log, daily log), que ainda está no planner. E outra coisa que também quero fazer no próximo, é escrever tudo em inglês. Eu saí misturando tudo… inglês, português…; o.o

5. Continuo pesquisando e colecionando inspirações tanto no Pinterest, quanto no Instagram, para ter novas ideias do que colocar neste e nos próximos bujos. Também tenho postado fotos novas do meu bullet journal em meu Instagram pessoal @mrsmariagalvao, e coloco todas na hastag #bujodepoisdocafe. 🙂

Mais algumas dicas, baseadas na minha opinião:

– O ideal é começar pela capa, legenda, índice (Index) e calendário anual (Future log). Deixei três páginas para o índice, pois você só vai preenchendo ele depois.

– Se você quiser fazer tantas listas como eu fiz, e separar por categorias (Pessoal, Blog/Trabalho, Home, Planejamento mensal e semanal), uma ideia, é deixar a quantidade de páginas que achar suficiente para as listas em branco ou só com os títulos escritos a lápis e ir preenchendo aos poucos (deixei de uma a duas páginas para cada lista. Só para o índice que deixei três). E você vai fazendo o planejamento mensal e semanal normalmente. Mas também não tem problema intercalar novas ideias entre as páginas do mês. Você pode fazer do jeitinho que preferir!

– Você também pode aos poucos, decorar cada página com washi tapes, adesivos e até mesmo fazer seus próprios desenhos. No Pinterest, como já mencionei anteriormente, tem inspirações lindas! O meu ficou bastante colorido porque gosto dele assim e combina mais comigo.

– Não existe nenhuma regra sobre quais canetas ou quais cores se deve usar no bujo. Você pode preferir fazer o seu mais minimalista, e escrever apenas com caneta preta. Eu também acho lindo assim! O verdadeiro propósito dessa ferramenta é que você se planeje, então, se funciona melhor para você de maneira mais simples, tudo bem. 🙂

– Outra dica que acho importante, se você está começando, é fazer os esboços das páginas com lápis, e só depois cobrir com caneta para não errar muito e acabar perdendo a página. Mas se você errar uma coisinha ou outra, é só fazer alguma colagem por cima e não tem problema.

– E por fim, é importante numerar todas as páginas, e a cada nova página, colocar em seguida, o seu título e numeração no índice. Assim ficará fácil você encontra-las depois.

Bom, esse post foi bem geral e direcionado a ajudar você a começar também o seu bullet journal. Existem vários blogs, sites e livros legais que ensinam o passo a passo para utilizar as ferramentas do bullet journal. Eu ainda estou aprendendo e quero aprimorar o meu próximo e utilizar novas ideias que melhorem o meu planejamento. Por hora, essas já estão me ajudando muito e espero que possam lhe ajudar também.

 Espero que tenham gostado do post e possam também se inspirar com as fotos. 🙂

Abraço.

Maria.

 

Share
Maria Galvão
Welcome to M loves! My name's Maria and I'm 31 years old. I was born in Brazil and live in Texas with my husband and our two cats since September of 2017. I created this space in April of 2018 to share my experiences about personal style, home décor, organization, travel and lifestyle tips that can inspire you in some way. Now, I'm trying to change my whole lifestyle and have a healthier life. My favorite hobbies are photography, decorating/organizing our home, watching comedy, romantic movies and TV shows, try to cook new recipes with my husband at home, and writing on the blog. I love using the Pinterest for inspiration, all things pink, Vintage, feminine, delicate, and a cozy space to bring even more joy for my routine. I hope you enjoy my posts and can get some positive inspirations from them!