Porque de repente nos tornamos reféns de um algoritmo.

Porque de repente nos tornamos reféns de um algoritmo

O post de lifestyle da semana é a respeito do uso do Instagram, suas atualizações e uma reflexão sobre porque de repente nos tornamos reféns de um mero algoritmo.

Fiz uma foto para tentar ilustrar o fato de que a própria ferramenta impõe que você precisa passar o maior tempo possível interagindo nela para que seu perfil tenha relevância e o algoritmo mostre os seus posts para um número maior de pessoas.

A foto pode ter ficado fofa, e muitas pessoas podem até gostar muito de ficar navegando e rolando a sua timeline, mas se pararmos para analisar mais profundamente, a coisa não é tão boa assim!

Contextualizando, eu tenho me esforçado bastante e procurado aprender cada vez mais para criar conteúdo de qualidade no meu Instagram e principalmente, aqui no blog. E também tenho buscado auxilio em artigos, materiais e cursos online, e acompanhado os posts de profissionais que trabalham com mídias sociais e que te ensinam a como produzir conteúdo interessante, que agregue à vida dos seus seguidores e também a crescer no Instagram, blog, canal, etc.

O que tenho percebido pesquisando na internet à fora é que os assuntos mais comentados são sempre a respeito do uso dos stories e como driblar o algoritmo do Instagram.

Como já mencionei no início do post, a própria ferramenta te instiga, a ficar o máximo de tempo possível interagindo e usar o máximo de recursos possíveis também. E só assim você consegue aumentar o “engajamento” do seu perfil, e faz com que seus posts sejam mostrados para um número maior de pessoas.

Nessa última semana, o mundo quase parou para algumas pessoas porque o Instagram passou um dia inteiro com problemas ou fazendo atualizações, não sei direito o que causou aquilo. Apenas sei que a ferramenta não funcionou corretamente. Eu mesma precisei desinstalar o aplicativo e reiniciar meu celular para que tudo voltasse ao normal no final do dia.

Bom, eu amo compartilhar minhas fotos de looks do dia, decoração, minhas coisas e momentos favoritos no Instagram! Mas gostava muito mais da ferramenta quando ela tinha apenas o intuito de compartilhar fotos com pessoas que tinham os mesmos gostos que você. Quando você podia ver as fotos das pessoas que você segue pela ordem em que foram postadas em seus feeds e nas hastags, e não pela “relevância” daquele perfil.

Se você gosta muito de um IG, precisa estar interagindo nele o tempo inteiro, caso contrário, o novo algoritmo “entende” que ele não é relevante para você e simplesmente não te mostra mais as fotos daquela pessoa. E o mesmo acontece com o seu perfil.

Assim nossos números vão caindo e caindo. Principalmente para quem usa a rede social para compartilhar conteúdo que possa inspirar ou agregar algo no dia-a-dia das pessoas! Você tem tanto trabalho para produzir conteúdo. E ver em alguns dias que quase ninguém vê os seus posts é meio frustrante. Não importa quantas hastags você use, não importa o horário que você poste.

Não que os números sejam a coisa MAIS IMPORTANTE, mas você sente como se estivesse fazendo algo totalmente inútil, se pergunta todos os dias o que está fazendo de errado, e fica, obviamente, desmotivada a continuar. E muitas vezes, acabamos buscando interagir incansavelmente para tentar aumentar o nosso “engajamento” na rede social.

Outra questão importante a destacar, é sobre o uso contínuo dos stories, que ficou super popular e acabou com o uso do Snapchat. As pessoas chegam para você e dizem que VOCÊ DEVE fazer live, mais vídeos da sua rotina, disso e daquilo o tempo inteiro, e postar stories a cada duas horas para estar sempre no topo daquelas bolinhas na timeline das pessoas. Mas gente, como isso é cansativo e exagerado, na minha opinião!

No entanto, quando você não compartilha stories, seus posts são vistos por bem menos pessoas. É fato e todos sabem que, quanto mais você usar todos os recursos da ferramenta, mais sua conta irá aparecer para os seus seguidores e novas pessoas.

Sem contar o fato de que muitos recursos só ficam disponíveis para quem tem acima de 10 mil seguidores. Na minha opinião, isso acaba deixando outros perfis de lado, que também podem estar criando conteúdos incríveis, só porque não tem grandes números e engajamento.

O fato é que, onde arranjar tempo para vivermos imersos na rede social o dia inteiro? E a resposta é muito simples: não arranjamos! Roubamos de onde deveríamos estar fazendo outras coisas. Lendo um livro, assistindo aquele programa ou série que tanto queríamos ver, tendo momentos especiais e reais com nossa família, maridos, filhos, dormindo e tendo uma boa noite de sono para acordarmos revigoradas no dia seguinte.

Na minha opinião, o Instagram foi criado com o intuito de ser uma ferramenta social, que deveria apenas agregar à vida das pessoas, mas seu novo algoritmo tem estimulado cada vez mais o uso desenfreado e a competitividade entre os usuários.

A busca por aumentar o engajamento tem se tornado um ciclo vicioso, que é difícil não nos depararmos olhando nossa timeline inúmeras vezes por dia ou querendo compartilhar stories o tempo inteiro. E quando vamos contabilizar, passamos horas a fio com a ferramenta aberta, ao invés de estarmos VIVENDO com mais qualidade.

Eu mesma estava passando por isso e decidi limitar de uma vez por todas o meu uso diário da ferramenta. Eu continuo postando todos os dias, pois muitas vezes, programo minhas postagens. Mas eu estava perdendo tempo de mais e deixando de lado outras coisas muito mais importantes no meu dia.

Disso tudo, o que quero passar para quem estiver lendo este post, é que é importante saber distinguir o que é fazer stories e posts legais, que mostrem um pouco sobre nós, que dê dicas relacionadas ao nosso conteúdo, que compartilhem momentos especiais e que agreguem na vida dos nossos seguidores, de expor excessivamente cada minuto das nossas vidas na rede social. Além disso, de acabarmos vivendo em função de uma rede social.

Também acho importante aprender a distinguir vida real de apenas uma foto bem elaborada, com edições e filtros no feed. No meu caso, minhas fotos do feed também fazem parte da minha vida real, pois eu nunca compartilhei uma vida fake e diferente da vida que eu realmente tenho.

Se eu posto uma foto fofa do meu café da manhã, eu realmente tive aquele café, e tive bastante trabalho para parar e produzir a foto antes de comer. E poder inspirar as pessoas de alguma maneira ou com alguma mensagem construtiva.

Se eu posto uma foto de look, eu realmente o usei para passear ou no meu dia-a-dia. Às vezes, faço bastante fotos de uma só vez nos finais de semana e vou postando-as aos poucos ao longo dos dias. Mas nunca menti dizendo que estava usando um look naquele mesmo dia para tentar demonstrar que estou sempre saindo, enquanto na verdade, estou em casa, escrevendo para o blog ou fazendo minhas tarefas diárias.

Eu tenho uma vida comum como todas vocês! Eu acordo descabelada, faço almoço, limpo a casa, durmo, fico doente, às vezes, perco a hora, tenho coisas para resolver, etc. E todos nós precisamos entender que não á preciso mostrar cada mínimo detalhe das nossas vidas o dia inteiro nos stories para sermos reais.

Eu sei que muitos perfis compartilham uma vida bem diferente de suas realidades, sempre com fotos alegres e bonitas, maquiagens bem feitas, looks lindos e bem elaborados, quando na verdade, o dia-a-dia da pessoa é bem o contrário. Mas aí, recaímos mais uma vez, no uso da ferramenta que realmente nos estimula o isso, a demonstramos uma vida social perfeita e constante.

Mas é possível sim, criar conteúdo consistente e constante na ferramenta como um todo, e ainda assim, viver com mais qualidade o nosso dia-a-dia, ao invés de estarmos imersos no INSTAGRAM O DIA INTEIRO, curtindo, comentando e postando stories de tudo o que eu fazemos. E não teremos um conteúdo de menor qualidade do que de muitas pessoas por conta disso. Existe hora e tempo para tudo!

E quando se sentirem desmotivadas a continuar, pensem nas razões que te fizeram começar. E busquem dentro de vocês mais motivos para continuar compartilhando coisas legais com as pessoas, ao invés de apenas querer inflar seus números sem nem ao menos prezar pela qualidade do seu conteúdo em primeiro lugar, ou perder mais do seu tempo precioso por conta de um mero algoritmo!

Mais uma das coisas legais que ter um blog te proporciona, é poder expressar um pouco a sua opinião sobre as coisas e encontrar pessoas que te compreendam, que já passaram pelas mesmas situações, que buscam soluções para algum problema e que tenham visões diferentes também. Para juntas criarmos uma definição melhor sobre o mundo a nossa volta.

De nenhuma maneira, eu quero dizer para alguém não usar o Instagram, até porque eu AMO compartilhar minhas fotos por lá. Estou dizendo apenas que devemos refletir sobre o uso desenfreado que estamos dando a ferramenta por conta do seu novo algoritmo.

Espero que tenham gostado deste post, e que alguém possa se inspirar através das minhas palavras para ter uma qualidade de vida melhor!

 

Veja outros posts relacionados na categoria Lifestyle.

Baixe gratuitamente os nossos calendários, planners, imagens e wallpapers em Downloads no menu principal.

 

Não esqueça de assinar o blog para acompanhar as novidades por e-mail.

Você também encontra todas as minhas redes sociais em https://linktr.ee/mrsmariagalvao ou na página principal.

 

Follow my blog with Bloglovin.

Um abraço e até o próximo post!

Maria.

 

 

 

 

 

Share
Maria Galvão
Bem-vindos ao blog depois do café! Eu criei este espaço para compartilhar assuntos relacionados à moda e estilo, home décor, organização, viagens, estilo de vida em Austin, Texas e muito mais! Eu adoro usar o Pinterest para me inspirar, estampa de poá, o estilo Parisiense e falar sobre minhas coisas favoritas depois de um bom café!